Erros e acertos sinalizam o “caminho das pedras”


Adriana Marinho


O olhar do empreendedor deve estar sempre atento a tudo e a todos que o cercam. Ele deve atentar-se às oportunidades de negócios, cultivar boas ideias, colocar em prática os seus projetos e observar outros empreendedores, sejam eles seus concorrentes diretos ou não. No empreendedorismo, a observação é valiosa, pois pode nos poupar de fracassos e nos levar a tomar decisões mais acertadas. O “caminho das pedras” nem sempre é livre de obstáculos, mas pode evitar que os nossos pés fiquem presos no atoleiro.

Todas as pessoas que têm grandes ideias querem colocá-las em prática, querem vê-las dar certo, e querem também que os outros reconheçam nelas o valor que têm. Assim é o empreendedor: alguém que tem boas ideias e quer que o seu produto ou serviço faça uma diferença positiva na vida de outras pessoas. Contudo, por mais que haja empenho e dedicação para que o sucesso seja uma realidade, muitas variáveis podem induzir o empreendedor a erros, o que pode atrasar ou anular o resultado esperado.

Ao longo da minha trajetória como empreendedora aprendi a observar. Isso não significa que gosto de copiar a ideia de outras pessoas, também não quer dizer que não tenho potencial para criar o meu próprio caminho. Quando observo outras pessoas que atuam em empreendimentos, posso aprender com os seus erros e com seus acertos. Sem “roubar-lhes” as ideias, posso escolher entre aplicar ou não as suas estratégias ao meu negócio.

Repetir os passos de outros empreendedores não garante, entretanto, que o “caminho das pedras” foi encontrado. A estratégia que funciona para alguns pode não funcionar para outros, pois factores variados, como o ramo de atividade e até mesmo a personalidade do empreendedor, podem interferir nos resultados. Da mesma maneira, uma atitude que não trouxe um bom resultado para alguém pode não representar um erro para outra pessoa que, em situação diferente, vai conseguir um efeito positivo para o seu negócio.

Costumo dizer que o “não” eu já tenho, então, vou batalhar pelo “sim”. A busca pelo “sim”, porém, pode ser um erro quando não se tem orientação adequada ou quando não se faz uma boa análise dos riscos. Por isso, é fundamental observar o caminho traçado por outros empreendedores e aprender com os erros e acertos que já tiveram. Encontrar o “caminho das pedras” no empreendedorismo não é algo tão simples, mesmo aos mais atentos, pois é fácil pisar em falso e cair. Por isso, meu conselho é: orienta-se com quem tem experiência, com empreendedores de sucesso, observa os seus acertos e aprende com os seus erros. Depois de extrair o melhor de tudo isso, constrói o teu próprio caminho.

Redação: Intertexto

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo