O EMPREENDEDOR PRECISA ESTUDAR?

Adriana Marinho


A ideia de que o empreendedor é um profissional completo é muito comum entre as pessoas. Aquele que dedica a sua vida a empreender é visto como alguém muito seguro, ousado, destemido, que geralmente conquista o que quer. De fato, essas são algumas das características que nós, empreendedores, temos. Mas basta ouvir um pouco da história de cada um para perceber que a competência não é inata, ao contrário, é conquistada com muito esforço, dedicação e muita vontade de aprender.

Estudar faz parte da nossa vida desde a infância. Alguns estudam com muito gosto, outros têm mais dificuldade e buscam maneiras diferentes de aprender. Independentemente da aptidão para os estudos, toda forma de aprendizado é válida, desde que seja levada a sério.

Profissionais de um modo geral, sejam donos do próprio negócio ou não, sejam funcionários técnicos ou gestores, todos precisam se capacitar para exercer com excelência o seu trabalho, qualquer que seja a função.

A capacitação deve ser contínua. Todo profissional deve ter em mente que precisa aprender algo novo ou, minimamente, aperfeiçoar o que já sabe, atualizar seus conhecimentos. Essa atitude faz a diferença entre o bom e o ótimo, entre a qualidade e a excelência dos serviços prestados. Acreditar que já temos conhecimentos suficientes para exercer o trabalho é um erro, pois novos conceitos, práticas e tecnologias surgem a todo momento. Se não acompanharmos a evolução, ficaremos estagnados, a ver nossos concorrentes crescerem.

O empreendedor que se firma na sua zona de conforto está fadado a morrer sem conquistar os seus sonhos. Vontade, só, não é o suficiente para crescer. É preciso manter-se de pé, ir adiante, determinar um alvo e persegui-lo. Mas, sem esforço e capacitação, dificilmente algum desejo será concretizado. Estudar, conhecer, praticar e evoluir. Quem desconsidera essas ações não é, de fato, um empreendedor, quiçá um aventureiro.

Redação: Intertexto

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo